Bia, personagem real do meu livro ainda procura um lar!

21 07 2008

Antes de começar esse Post, venho prestar uma homenagem a uma pessoa maravilhosa que conheci no meio da Proteção Animal: Graciana Rizzo. Nos conhecemos através de uma denúncia que recebi de um cão pendurado em uma árvore em frente ao Shopping Plaza Sul, e a Graciana surgiu para me ajudar. Foi até o local e o cão havia sumido. Isso faz alguns anos!!!

Comecei a admirar e gostar tanto da Graciana que mesmo estando as duas muito longe uma da outra, a admiração, carinho e amizade eram mútuas. Raramente nos encontrávamos, mas escrevíamos mensagens… e sempre desejamos tão bem uma para outra, como fossemos amigas há muito tempo. Existem pessoas assim, que aparecem na nossa vida e cria-se um elo, transparente, mas intenso. Gosto tanto dessa menina mulher, tanto, que em TODOS os meus projetos lembro dela. Só fico triste de não ter o tempo que gostaria para dar um abraço, conversarmos, mas a vida é assim, uma correria desenfreada… e é por esse motivo que sempre ensinei e reforcei a todos que conheci, para dizerem sempre o quanto gostam de alguém, sejam pais, filhos, amigos… porque a vida passa e nós nem percebemos.

Sábado, a Gra perdeu sua mãe e eu não tenho, ou melhor, acho que não existem palavras que qualquer pessoa possa dizer que vá acabar com a sua dor, Gra. Eu, mesmo, não sei o que te dizer. Sei somente que cada pessoa tem um tempo para se recuperar da sua dor. E você tem que aceitar o seu tempo. Depois desse seu tempo, a dor dará lugar a saudade. Sei que está muito triste, muito mesmo. Mas, procure pensar que sua mãe existiu e que se ela não estivesse existido, você também não existiria. Ela tinha sim uma linda missão, que era principalmente fazer você nascer e fazer a diferença que você fez na vida de tantas vidinhas.

Não pense JAMAIS na sua mãe com tristeza, mas sim em todos os momentos mágicos que vocês duas viveram. Tenho certeza que ela está em um lugar muito melhor e se ela foi, Gra, por mais que doa, foi porque ela cumpriu toda a missão dela aqui na Terra.

Eu te adoro, amiga!!! Muito, muito mesmo… do fundo do meu coração. Sei que o que fiz por você nesse momento foi um grãozinho de areia, mas foi com muito amor, porque você está dentro do meu coração para SEMPRE!!! Fique em paz!!! Obrigada por existir e ser minha amiga, tenho orgulho de ter te conhecido!

_________________________________________________________________________________________________

Bom dia! Muitíssimo obrigada pelos acessos. Somente na semana passada, foram mais de 500 acessos no meu Blog!!! Devido a pedidos, vou deixar cada Post durante três dias para dar tempo de todos lerem.

Venho aproveitar a quantidade de acessos e pedir para vocês verem todos os Posts que coloquei de animais que precisam de um lar. E aproveito para colocar as fotos da linda Bia, a personagem real do meu livro “Diário de um Cão” que adotou gatinhos como filhos. Hoje ela é uma “senhorinha” e ainda não teve um lar.

Lembram do Neco? Outro personagem real do meu livro? Ele morreu!!! Foi muito amado, como pode em vida, porém sempre morou em um abrigo, não tendo a oportunidade de saber o que é um lar.

Você, que lê agora essa página. Já adotou um anjo? Já deu vida para um anjo? Já salvou algum anjo da rua? E do CCZ? Ainda não? Não espere mais. Salve uma vida AGORA, e tenho certeza que a sua vida será muito melhor, você mesmo se sentirá um ser humano muito mais importante. Sabe por quê? Porque você agiu na vida de um anjo e na sua!!!

Pense, mas não pense muito. Agir é muito mais sábio do que pensar e nada fazer.

Salve uma vida agora! Ainda dá tempo…

Se realmente não pode adotar um anjo, vá a um CCZ e dê carinho aos animais que lá estão. Por vezes, somente isso, nada mais, faz com que eles se sintam felizes. Vá a um abrigo, leve-os para passear. Doe ração, restos de panos que não servem mais (Já imaginaram como sofre um animal nesse frio?). Não recomendo a doação de dinheiro, a não ser que a pessoa seja extremamente confiável. Pode-se ajudar pagando vacinas diretamente nas clínicas, tratamentos, castrações… Viu como é fácil ajudar um anjo? Basta querer e agir!!! AGORA!!! Amanhã? Pode não dar mais tempo! Em questão de segundos sua vida pode mudar e dos outros também. As escolhas??? As escolhas cabe a você decidir!!!

Quem quiser adotar a linda Bia, basta clicar ao lado no link EAB. Lá existem centenas de animais como Bia que sonham em ter um lar!

Cláudia Lubrano de Castro

A superioridade do animal sobre o homem está, entre outras coisas, na discrição com que sofre.

O animal costuma compreender mais e melhor a nossa linguagem do que nós a deles.

O fato do cão ser fiel ao homem não quer dizer que ele aprove as ações do dono.

O milagre existe na medida em que acreditamos nele, não porém na medida em que dele necessitamos.

A natureza não faz milagres; faz revelações.

No zoológico os animais não vivem; são vividos pelos olhos do visitante.

Carlos Drummond de Andrade – Do Livro “O Avesso das Coisas”

Eu não gosto de colocar vídeos tristes no meu Blog. Porém, achei esse vídeo muito instrutivo. Tenho certeza que muitos que lerem, vão acabar mudando as suas atitudes.

Aprendendo a denunciar maus-tratos 
Um breve estudo de como tratar na Delegacia de Polícia para denunciar maus-tratos a animais e obter o Boletim de Ocorrência (BO)   
Drª Maria Cristina Azevedo Urquiola – Advogada 
  Caso você veja ou saiba de maus-tratos como estes:
  • Envenenamento de animal,
  • Manter o animal em lugar anti-higiênico,
  • Manter animal trancafiado em locais pequenos,
  • Manter animal permanentemente em correntes,
  • Golpear e/ou mutilar um animal,
  • Utilizar animais em shows que possam lhe causar pânico ou estresse,
  • Agressão física a um animal indefeso,
  • Abandono de animais,
  • Não procurar um veterinário se o animal adoecer, etc.
[ver art. 3º do Decreto Federal 24.645/34]. Não pense duas vezes: vá à delegacia mais próxima para lavrar boletim de ocorrência ou, na dúvida, no receio, compareça ao fórum para orientar-se com o Promotor de Justiça. A Denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal n.º 9.605 de 1998 (Lei de Crimes Ambientais).
  • Promotoria de Defesa do Meio Ambiente:
    • Porto Alegre/RS: (51) 3224-3033
    • São Paulo/SP: (11) 3119-9524
  • Batalhão Ambiental da Brigada Militar
    • Rio Grande do Sul – (51) 3339-4568 / 3339-4219
Preste atenção a esta dica: leve com você, por escrito, o número da lei ( no caso a 9605/98 ) com o art. 32, porque em geral a autoridade policial nem tem conhecimento dessa lei, ou baixe pela internet a íntegra da lei para entregá-la na Delegacia.
Assim que o Escrivão ouvir seu relato sobre o crime, a ele cumpre instaurar inquérito policial ou lavrar um Termo Circunstanciado. Se se negar a fazê-lo, sob qualquer pretexto, lembre-o que ele pode ser responsabilizado por crime de prevaricação, previsto no art. 319 do Código Penal do Código Penal (retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal). Leve esse artigo também por escrito naquele mesmo pedaço de papel.
O Escrivão irá tentar barrar o seu acesso ao Delegado, mas faça valer os seus direitos, exija falar com o Delegado que tem o dever de te atender e o dever de fazer cumprir a lei, principalmente porque você é quem paga o salário desses funcionários, com seus impostos.
Diga que no Brasil os animais são “sujeitos de direitos”, vez que são representados em Juízo pelo Ministério Público ou pelos representantes das sociedades protetoras de animais (§3º, art. 2º do Decreto 24.645/34) e que, se a norma federal dispôs que eles são sujeitos de direitos, é obrigação da autoridade local fazer cumprir a lei federal que protege os animais domésticos.
Como último argumento, avise-o que irá queixar-se ao Ministério Público e à Corregedoria da Polícia Civil e, ainda, que você fará uma denúncia ao Secretário de Segurança Pública (www.ssp.sp.gov.br) aliás, carregue sempre esses telefones na sua carteira. Para tanto, anote o nome e a patente de quem o atendeu, o endereço da Delegacia, o horário e a data e faça de tudo para mandá-lo lavrar um termo de que você esteve naquela delegacia para pedir registro de maus-tratos a animal.
  • Ministério Público
  • Corregedoria da Polícia Civil
    • São Paulo – (11) 3258-4711 / 3231-5536 / 3231-1775
      Rua da Consolação, 2333
Se você estiver acompanhado de alguém, este alguém será sua prova testemunhal para encaminhar a queixa ao órgão público.
Se você tiver em mãos fotografias, número da placa do carro que abandonou o animal, laudo ou atestado veterinário, qualquer prova, leve para auxiliar tanto na Delegacia quanto no MP.
Não tenha receio em denunciar porque você não será o autor do processo judicial, que porventura for aberto a pedido do Delegado!! Sabe por quê? Preste atenção: O Decreto 24.645/34 reza em seu artigo 1º que: “Todos os animais existentes no país são tutelados pelo Estado”; e em seu artigo 2º – parágrafo 3º, que: “Os animais serão assistidos em juízo pelos representantes do Ministério Público, seus substitutos legais e pelos membros das Sociedades Protetoras dos Animais”. Logo, uma vez concluído o inquérito para apuração do crime, ou elaborado o Termo Circunstanciado, o Delegado o encaminhará ao Juízo para abertura da competente ação, onde o Autor da ação será o Estado.
Se o crime for contra Animais Silvestres – Animal Silvestre são todos aqueles animais pertencentes às espécies nativas, migratórias e quaisquer outras, aquáticas ou terrestres, que tenham a sua vida ou parte dela ocorrendo naturalmente dentro dos limites do Território Brasileiro e suas águas jurisdicionais (fonte: Renctas).
Poderá também dar ciência às autoridades policiais militares, mas, em especial, à Policia Florestal.
  • Polícia Florestal
    • São Paulo/SP – (11) 221-8699
    • São José do Rio Preto/SP – (17) 234-3833
    • Guarujá/SP – (13) 354-2299
    • Birigui/SP – ( 18 ) 642-3955
  • IBAMA
    • “Linha Verde” – 0800-618080
  • Batalhão Ambiental da Brigada Militar
    • Rio Grande do Sul – (51) 3339-4568 / 3339-4219
Se você for do RJ, tenha em mãos o telefone do Disque-denúncia (21)-2253-1177 que também recebe denúncias sobre maus-tratos, tráfico de animais, envenenamentos, trabalhos forçados, espetáculos que praticam abusos e maus-tratos (circos, rodeios, brigas de cães e de galos etc.).
A prefeitura de SP tem um site onde você pode fazer solicitações de seus serviços, incluindo denúncias contra maus-tratos. O site é: http://sac.prodam.sp.gov.br/solicitacaoCadastro.asp, mas tal procedimento é mais demorado e o auxílio pode vir tarde demais.
Uma outra dica também muito importante: Você sabia que as Associações de Bairro representam uma força associativa que pode provocar as autoridades na tomada de atitudes concretas em prol da comunidade?
Pois é, existe uma Lei de n.º 7.347, de 24.07.85, que confere a essas associações, qualificadas como entidades de função pública, ingressar em juízo na proteção dos bens públicos para preservar a qualidade de vida, inclusive com mandado de segurança (Constituição Federal, art.5º, LXX, “b”) para a preservação desse bens e como a fauna é um patrimônio público, esta associação tem legitimidade para tanto.
Portanto, se o seu bairro estiver organizado em Associação, procure-a e peça que alguém o acompanhe até a Delegacia ou ao Fórum mais próximo.
Não se esqueçam também que o B.O. pode ser feito, dentro da Grande São Paulo, pela internet, através do site www.seguranca.sp.gov.br; basta preencher o B.O. na tela do computador e, em após um espaço de tempo, a Polícia entrará em contato para a confirmação das informações prestadas. A partir daí, o B.O. estará disponível para cópia via impressora, procedimento este, também, que é muito mais demorado para determinados casos que requerem urgência.
O que fazer quando presenciar maus-tratos ou ver cavalos ou burros doentes, magros? Não chame a carrocinha. Antes, peça orientação às Sociedades Protetoras de Animais ou, ainda, informe-se melhor acessando os únicos site brasileiros totalmente destinados aos eqüinos, à sua proteção e defesa:
 Obras e artigos consultados:
Informações importantes para SP
  • Reclamações, queixas e sugestões sobre a atividade policial – SP: www.ouvidoria-policia.sp.gov.br
  • Disque-ouvidoria da Polícia: 0800-177070
  • Atendimento de 2ª à 6ª feira – das 9:00h às 17:00h
    Atendimento Pessoal – das 9:00h às 15:00h
    Rua Libero Badaró, 600
Matéria retirada do site: www.protetoresvoluntários.com.br

Centro de Adoção
Av. Paulista, 1919. 
Todas as sextas, sábados e domingos das 11:00h às 19:00h.                                                                                                                                naturezaemforma@gmail.com
 Tel.: 11  6917-0257 Lito Fernandez (biólogo)

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: