O AGIR DE CADA PESSOA

8 09 2008

Bom diaaaaaa. Um lindo dia a cada um de vocês. Recebi um texto do meu professor da Faculdade, uma resenha feita por João Delbin do livro O Monge e o Executivo de Jame C. Hunter. Selecionei as partes que mais me chamaram a atenção e passo a vocês. Esse texto mostra algumas lições:

1 – A Diferença entre Poder e Autoridade.

2 – O que é a verdadeira alegria e felicidade.

3 – A capacidade de cada um fazer a sua própria escolha: permanecer ou não na mesma vida! Paralisar-se ou não!

4 – O que é o Amor.

5 – O que é a Humildade.

Poder: é a faculdade de forçar ou coagir alguém a fazer sua vontade, por causa de sua posição ou força, mesmo que a pessoa preferisse não o fazer.

Autoridade: a habilidade de levar as pessoas a fazerem de boa vontade o que você quer, por causa de sua influência pessoal.

Lembremos que não é necessário ter cérebro ou coragem para exercer o poder, porém estabelecer autoridade sobre pessoas requer um conjunto especial de habilidades.

O poder pode ser vendido e comprado, dado e tomado, o poder corrói o relacionamento.

A autoridade não, a autoridade diz respeito ao que você é como pessoa, a seu caráter e à influência que você estabelece sobre as pessoas.

Há um ingrediente muito importante no relacionamento, é a confiança. Sem confiança é difícil ou mesmo impossível conservar um relacionamento. A confiança é a cola que gruda os relacionamentos.

Não são as coisas materiais que nos trazem alegria na vida. Os maiores prazeres da vida são totalmente grátis. Pensem no amor, no casamento, na família, nos amigos, filhos, netos, no nascer e pôr-do-sol, nas noites de lua, nas estrelas brilhando, nas criancinhas, nos dons do tato, gosto, olfato, audição, visão, na boa saúde, nas flores, lagos, nuvens, sexo, na capacidade de fazer escolhas e na própria vida.

Talvez tenhamos que quebrar velhos paradigmas. Porém há necessidade de se entender o que é paradigma. Paradigmas são simplesmente padrões psicológicos, modelos ou mapas que usamos para navegar na vida. Nossos paradigmas podem ser valiosos e até salvar vidas quando usados adequadamente, mas perigosos se os tomamos como verdades absolutas, sem aceitarmos qualquer possibilidade de mudança, e deixarmos que eles filtrem as nossas informações e as mudanças que acontecem no correr da vida. Agarrar-se a paradigmas ultrapassados pode nos deixar paralisados enquanto o mundo passa por nós.

Desafiar os velhos caminhos requer muito esforço, mas acomodar-se nos paradigmas passados também. O mundo está mudando tão rapidamente que podemos ficar paralisados se não desafiarmos nossas crenças e paradigmas. Se as mudanças são necessárias porquê tanto as pessoas têm dificuldades em mudar? A mudança nos desinstala, nos tira da nossa zona de conforto, e nos força a fazer as coisas de modo diferente, o que é difícil.

Quando nossas idéias são desafiadas, somos forçados a repensar nossa posição, que é sempre desconfortável. É por isso que, em vez de refletir sobre seus comportamentos e enfrentar a árdua tarefa de mudar seus paradigmas, muitos se contentam em permanecer para sempre paralisados em seus pequenos trilhos. São sempre as pessoas corajosas da linha de frente que desafiam e fazem as perguntas que abrirão caminho para as outras.

Quem teria sido o maior líder de todos os tempos? Jesus Cristo. Ninguém, vivo ou morto personifica essa definição como Jesus Cristo. Ninguém pode negar que Jesus Cristo influenciou bilhões, hoje e ao longo da história. Jesus simplesmente disse que para liderar você tem que servir. Jesus não usava o estilo do poder porque não tinha poder, ele influenciava o outro porque tinha autoridade.

O serviço e sacrifício se constroem sobre o Amor. Não ao sentimento Amor, mas ao comportamento Amor, o Amor é o que o Amor faz. No entanto o amor é sempre fundamentado na Vontade. E como definir a palavra vontade? Vamos definir vontade com uma fórmula:

Intenções – Ações = Nada

e

Intenções + Ações = Vontade

Intenções menos ações é igual a nada. Todas as boas intenções do mundo não significam coisa alguma se não forem acompanhadas por nossas ações. Não nos esqueçamos que a estrada para o inferno é pavimentada de boas intenções. Eis porque a vontade está no vértice do triângulo.

Intenções mais ações é igual a vontade. Só quando nossas ações estiverem de acordo com nossas intenções é que nos tornaremos pessoas harmoniosas e líderes coerentes.

Tudo na vida é relacional, tanto verticalmente para Deus quanto horizontalmente para o próximo. Cada um de nós tem que fazer escolhas a respeito desses relacionamentos. Para crescer e amadurecer, os relacionamentos têm que ser cuidadosamente desenvolvidos e alimentados.

Cada um de nós deve fazer suas escolhas a respeito do que acredita e do que essas crenças representam em nossa vida. Alguém uma vez disse que cada pessoa tem que fazer suas próprias crenças e assim como cada um tem que fazer a própria morte.

Humildade: ser autêntico, sem pretensão, orgulho ou arrogância. Queremos líderes com autenticidade, habilidade de serem verdadeiros com as pessoas, não queremos líderes inchados de orgulho e fixados em si mesmos. O ego pode de fato interpor-se no caminho e criar barreiras entre os líderes e os liderados. Os líderes arrogantes que acham que sabem tudo são um estrago para muitas pessoas. Essa arrogância também é uma pretensão desonesta, porque ninguém sabe tudo ou tem tudo.

Humildade é ser real e autêntico com as pessoas e descartar as máscaras falsas.

Nosso comportamento deve ser isento de engano e dedicado à verdade a todo custo.

Como deveríamos proceder para termos um jardim saudável? Escolher um pedaço de terra fértil e que recebe o sol, preparar o solo, escolher e plantar uma boa semente, regar, adubar, retirar pragas e no tempo devido, veremos o crescimento das plantas e logo virão as flores e os frutos.

Devemos pensar em nossa área de influência como um jardim que precisa de cuidados. Todos sabemos o que acontece com um jardim quando se permite que as ervas daninhas e as pragas cresçam a vontade. Nosso jardim precisa de atenção constante e se cuidarmos dele, colheremos frutos saudáveis.

No entanto perguntamos: quanto tempo é necessário para ver o fruto? Muitos líderes ficam impacientes e desistem do esforço antes que os frutos tivessem chance de crescer. Muitas pessoas querem e esperam resultados rápidos, mas o fruto só vem quando está pronto. E é exatamente por isso que o compromisso é tão importante para um líder.

A lei da colheita ensina que o fruto crescerá, mas nem sempre sabemos quando esse crescimento ocorrerá.

A metáfora do jardim nos ensina a importância de manter saudável o equilíbrio dos relacionamentos com as pessoas importantes de nossas vidas, inclusive as que lideramos.

Não nos esqueçamos, no entanto, que não mudamos as pessoas, criamos o ambiente para que elas próprias mudem.

Lembremos do sábio ditado dos Alcoólicos Anônimos: “A única pessoa que você pode mudar e você mesmo”.

Embora os genes e o ambiente tenham efeito sobre nós, ainda somos livres para fazer nossas próprias escolhas.

Os estímulos sempre vêm a nós, mas, como seres humanos, temos a liberdade de escolher a nossa resposta, a habilidade de escolher nossa resposta é uma das glórias do ser humano.

O homem é essencialmente autodeterminante, ele se transforma no que faz de si mesmo.

A vontade são as escolhas que fazemos para aliar nossas ações às nossas intenções. Todos temos que fazer escolhas a respeito de nosso comportamento e aceitar a responsabilidade por essas escolhas.

Liderança e amor são questões ligadas ao caráter. Paciência, bondade, humildade, abnegação, respeito, generosidade, honestidade, compromissos, estas são as qualidades construtoras do caráter, são os hábitos que precisamos desenvolver e amadurecer se quisermos nos tornar líderes de sucesso, que vencem no teste do tempo.

Há ainda uma recompensa muito valiosa, a Alegria. A maioria dos grandes líderes que se apóiam na autoridade tem falado dessa alegria: Buda, Jesus Cristo, Gandhi, Martin Luther King, Madre Teresa e outros.

A alegria é a satisfação interior e a convicção de saber que você está verdadeiramente em sintonia com os princípios profundos e permanentes da vida.

Servir aos outros nos livra das algemas do ego e da concentração em nós mesmos que destroem a alegria de viver.

Amar aos outros, doar-nos e liderar com autoridade nos forçam a quebrar nossos muros de egoísmo e ir ao encontro das pessoas. Quando negamos as nossas próprias necessidade e vontades e nos damos aos outros crescemos. Tornamo-nos menos autocentrados e mais conscientes dos outros.

A alegria é uma conseqüência dessa doação. É esta alegria que nos sustentará na jornada através deste acampamento espiritual que chamamos Terra.

Nosso objetivo aqui como seres humanos é evoluir para a maturidade espiritual e psicológica. Isto é o que agrada a Deus. Amar, servir, doar-nos pelos outros nos forçam a sair do egocentrismo. Amar aos outros nos faz sair de nós mesmos. Amar aos outros nos força a crescer.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: