Pit Bull – repúdio TOTAL a mutilação

14 12 2008

Já recebi inúmeros e-mails relatando casos de Pit Bulls. Centenas vítimas de muitos maus-tratos, muitos jogados no lixo… e sempre vem a desculpa mais estatística: o cão era feroz. Pit Bull é feroz.

Não sei se o que vou escrever aqui é o que ocorre. Não sou Veterinária, porém, amo ler, sempre leio tudo o que aparece sobre animais. Tenho sim experiências com eles. Porém, ainda não li nada a respeito do que vou citar abaixo (pode existir); tampouco sei se isso pode ser considerado como correto, mesmo assim darei a minha opinião.

Apenas esse trecho em aspas foi retirado do site Saúde Animal para que vocês comecem a entender: “Qual é a anatomia do ouvido?
R – Pode ser dividido para efeito didático em ouvido externo, ouvido médio e ouvido interno, porém interligados entre si. O ouvido externo compreende o pavilhão auricular (orelha), o meato acústico externo também chamado de canal auditivo externo e o tímpano, este última uma membrana delgada que por assim dizer separa o ouvido externo do médio. O ouvido médio é a câmara onde situam-se três ossículos (martelo, estribo e bigorna) interligados entre si e que servem como meio de ligação com o ouvido interno. Nessa câmara onde situam-se referidos ossículos, existe um canal de ligação do ouvido médio com o faringe, denominado Trompa de Eustáquio. Ouvido interno, a parte mais especializada e portanto também mais delicada e importante de todo o ouvido, onde existem os chamados Canais semicirculares, a Cóclea e o Nervo acústico, este último ligando todo o conjunto diretamente ao cérebro.”

Agora eu Cláudia, volto a minha opinião: reparam na complexidade do ouvido de um animal? Os Pit Bulls sofrem mutilações (não adianta tentarem me convencer do contrário); sofrem mutilações sim quando suas orelhas são cortadas por seus “donos”, “criadores”, e etc. A natureza é sábia, tudo é feito perfeitamente como deve ser. Mas, aí vem o ser humano (???) e tenta fazer ao seu modo, corta a orelha do Pit Bull. Vocês já imaginaram, já que um cão escuta entre 10 e 40.000 Hz e os humanos entre 16 e 20.000 Hz, o ouvido de um Pit Bull mutilado? O vento batendo em seu ouvido, o barulho (qualquer um) que se torna ensurdecedor, já que suas orelhas foram mutiladas e já não possuem quaisquer obstáculos para tais “agressões da natureza”, já que se extinguem por completo sua proteção natural? Tentem se colocar um segundo na pele desse animal. Agora eu pergunto: não estaria um Pit Bull mutilado tendo seu estado natural se tornando agressivo pelo fato do grande stress e dor que causa e tem conseqüências essa mutilação? Além do fato óbvio, que quaisquer animais se desenvolvem conforme forem tratados. Questão e questões a se pensar para pessoas que podem e DEVEM pesquisar mais sobre esse assunto.

Cláudia Lubrano de Castro

Anúncios

Ações

Information




%d blogueiros gostam disto: