Av. Bandeirantes – rumo ao caos

23 02 2009

Realmente, o acaso não existe. Nada é por acaso. Há alguns dias atrás, recebi uma denúncia de um cadelinha prenhe na Av. Bandeirantes. Fui eu, a minha amiga Carol e uma amiga dela procurar essa cadelinha e nada, andamos, perguntamos e nada. Ninguém sabia, ninguém viu e vimos nos olhares das pessoas total descaso e espanto por estarmos lá procurando uma cadelinha de rua. É estranho como ainda me surpreendo com essas atitudes. Poucos têm a sensibilidade aguçada para entender que os animais também sofrem e mais do que os seres humanos porque são tratados por alguns “seres humanos” como lixo, como “coisas” nulas de sentimentos. Pobres pessoas que ainda têm essa consciência.

Como cito no começo desse texto, nada é por acaso. Eu tinha que escrever esse texto e divulgá-lo. Voltei algumas vezes na Bandeirantes, e a cada dia me surpreendia com a quantidade de lixos existentes por toda a avenida. Nessa avenida, pelo menos no caminho que percorri a pé, não existem lixeiras. Porém, existem lixos de todos os gêneros, tamanhos e espécies: cadeiras, sofás, papelões, restos de comidas, jornais, papéis, preservativos, entulhos, restos de carros, sem contar o mato que cresce a cada dia.

Eu me pergunto: Ninguém está vendo isso? Por que não há lixeiras nessa Avenida? Nada vai ser feito? O lixo vai crescer, crescer e crescer…? E o “ser humano”, não tem ainda, em pleno século XXI, consciência de que lixo é para ser jogado no lixo? Com certeza, pela quantidade exarcebada de lixo, é óbvio que a maioria vem das janelas de carros, ônibus, caminhões… porque raramente vejo alguém passeando a pé em meio ao lixo da Bandeirantes, é praticamente impossível devido ao odor forte de alguns lugares.

Por que não colocar um saco de lixo no veículo, guardar o lixo e DEPOIS jogar no LIXO? É mais cômodo jogar pela janela? Não, não é mais cômodo. É total falta de consciência e de respeito. Lembrando que as enchentes estão aí. Alguns pontos da Bandeirantes estão cada vez mais alagados. Lembrando novamente que NADA é por acaso, a natureza retorna exatamente como a tratamos e depois não adianta reclamar. O que pessoas que agem assim, jogando lixo na rua, pensam sobre o futuro? E seus filhos? Netos? Vão viver em meio ao caos?

E o que será feito com o lixo existente na Av. Bandeirantes? Continuará assim? Até invadir toda a avenida? Porque realmente falta muito pouco. Nada será feito? Por que não criar uma campanha de conscientização? Lamentável saber que além da poluição sonora, poluição do ar, agora existe a poluição visual que muito em breve, se nada for feito, se agravará, sem sombras de dúvida. Não é uma previsão, é uma realidade!

Cláudia Lubrano de Castro

Anúncios

Ações

Information




%d blogueiros gostam disto: