Você gosta de andar a cavalo? Então leia isso!

4 04 2009

bridaoDepoimento de Carmen Lucia Senna – Muitas vezes olhamos para algo e infelizmente até achamos normal, o que seria normal e um cavalo puxando uma charrete ou andando nas ruas. Cresci vendo um cavalo trabalhar, do verdureiro que vinha diariamente à nossa casa, quando eu era criança, adorava o cavalinho, branquinho e sempre corria para falar com ele enquanto minha mãe comprava as coisas para casa. Ficava acariciando seu rosto na ponta dos pés e sua crina. E assim vamos em frente vendo os animais na rua, trabalhando, etc. Mas como nos rodeios, não vemos bem por trás dos panos, quando alguém que entende mais daquilo começa a nos mostrar, olha não é bem assim e por aí vai…

No fundo, você que gosta de animais não se sente nada bem vendo determinadas situações, depois você começa a se movimentar diante das situações e por aí vai, você precisa fazer algo, você precisa mudar algo, nem que seja coisa pequena, mas agir, você precisa agir. Vejam bem esta situação dos cavalos, e esta é uma pequena parte de um todo muito ruim, os cavalos foram domesticados.

Isso se chama BRIDÃO ou freio, é colocado por baixo da língua do cavalo, quando puxam as rédeas é isso que os fazem parar por causa da DOR, tem uns piores com um anel de aço no céu da boca. Causam dor – Bridão – o freio rédeas. A barrigada – corda que passa por baixo do animal. Esporas, chicotes, selas mal colocadas, falta de ferradura. E por aí vai. Reparem nas marcas no BRIDÃO ou freio, são dos dentes do cavalo tentando se livrar do instrumento de tortura.

Esqueci de dizer do CABRESTO também. Sofrem com esses instrumentos, cada um estimulando um ponto de dor. O Bridão é o pior, quebra os dentes e machuca a língua do animal, por isso eles parecem submissos, NÃO, é muita dor que eles sentem.

Anúncios

Ações

Information




%d blogueiros gostam disto: