Campanha contra a Cinomose

24 05 2009
Cinomose
Atualmente, estamos com um surto de Cinomose, invadindo o Brasil inteiro. Muitos protetores ainda não sabem que é necessário sim vacinar todos os resgatados, o quanto antes dessa doença cruel. Essa doença é uma das mais cruéis e faz e muito os cães sofrerem, muitos morrem lentamente, e os que conseguem sobreviver, ficam sequelados para sempre.
Pensei em fazermos uma campanha. Sugiro divulgar na Internet (Blog, Orkut…) e quem puder distribuir panfletos em feiras, colocar em Pets, mercados…

Quando se fala sobre a saúde dos cães, muita gente sabe o que quer dizer raiva, doença do carrapato e sarna. No entanto, quando se fala em leishmaniose, parvovirose e cinomose nem todos conhecem essas enfermidades, mesmo que elas afetem grande número de animais.

Cinomose

A cinomose é uma doença altamente contagiosa provocada pelo Vírus da Cinomose Canina (VCC) e pode afetar todo tipo de cão. Junto com ela, geralmente aparecem infecções causadas por bactérias. No entanto, ela não é uma zoonose, isto é, não passa para seres humanos, apesar de que o ser humano pode carregar o vírus até que ele chegue a um animal sadio.

A transmissão ocorre através do contato com secreções do nariz e da boca do animal, como por um espirro.

– Fora do hospedeiro, o vírus morre facilmente e, por isso, é fácil fazer o controle ambiental da disseminação da doença. A melhor opção para combater a doença é a prevenção através da vacina. O periodo de permanência do vírus no ambiente gira em torno de 30 a 40 dias, caso seja feita uma desinfecção adequada, de preferência com o uso de água sanitária. Mas normalmente pedimos uma margem de segurança de 3 meses, no mínimo – explica Mônica Almeida, Gerente de Programas Veterinários da WSPA Brasil.

Apesar de ser uma campanha comercial, pois o fabricante poderá vender mais, sou  a favor desta pois como dizem poderá permitir a eradicação de uma doença muito seria e  a Merial irá doar à WSPA Brasil 5% do total das doses vendidas nos meses de abril e maio da vacina Recombitek contra a cinomose.

Faça aqui o download do folheto informativo

Fonte: WSPA – Sociedade Mundial de Proteção Animal

A campanha

A campanha será realizada em abril e maio em todo o Brasil. O objetivo é alertar médicos veterinários e donos de cães sobre a importância da vacinação anual e a necessidade de se eliminar essa doença grave (praticamente fatal) que ainda mata milhares de cães no país.

Para se ter uma idéia, apenas 7 milhões de cães são vacinados anualmente contra a cinomose, dentro de uma população estimada em 30 milhões de cães.

Sendo assim, a Merial se propôs a doar 5% do total das doses vendidas durante esses meses de suas vacinas contra cinomose (Recombitek C4/CV para filhotes e Recombitek C6/CV para cães adultos). As vacinas serão encaminhadas para ONGs afiliadas à WSPA Brasil que trabalham com cães e contam com médico veterinário.

O veterinário de cada uma dessas ONGs selecionadas irá, então, aplicar as vacinas e fornecer ao cliente um cartão de identificação devidamente preenchido, com carimbo, número do CRMV do veterinário responsável, assinatura e etiqueta da vacina aplicada. Ele também informará sobre a necessidade da vacinação anual.

Além da doação, dezenas de milhares de panfletos e cartazes de conscientização serão distribuídos por clínicas espalhadas por todo o Brasil, anúncios serão publicados em revistas e pessoas interessadas no bem-estar dos animais também serão informadas sobre a campanha via newsletter. Assine o newsletter da WSPA Brasil aqui.

Faça sua parte

A informação está disponível e as vacinas também. Cabe aos veterinários do Brasil informar a seus clientes sobre a necessidade da vacinação anual contra a cinomose e a você, que ama seu cão, levá-lo para um dos locais de vacinação para dar a ele a dose recomendada e protegê-lo contra esse mal.

Lembre-se: cãezinhos podem ser vacinados a partir de 6 semanas de vida, sendo que animais doentes, subnutridos ou parasitados devem ser tratados antes de receber a vacina.

Downloads

Faça aqui o download do material da Campanha Cinomose aqui Não

Download do Cartaz >>

Download do folheto s/ cinomose para veterinários >>

Download do folheto s/ cinomose para donos de cachorros >>

De: cassia magaly batista

Assunto: Cinomose e autohemoterapia
Minha cachorrinha teve cinomose no estágio mais avançado da doença.E nós a salvamos!!! Vivi um  calvário de quase 2 meses. Ela passou por melhoras e pioras, internação e ao final gritava dia e noite, não andava, se debatia o tempo todo, travou o maxilar e tinha que bater ração com água e dar na seringa na boca. A noite dava chás de camomila, depois dava maracujina e no final tinha que dar um calmante forte pois ela gritava muito e se debatia... de hora em hora eu tinha que levantar e dar novas doses. Dava floral (rescue). No final, pus ela pra dormir comigo (!!! EU NEM DORMIA!!!) e tinha que acalmar ela a noite toda. Fiquei transtornada. Ela fazia xixi e cocô e ficava em cima, eu não podia mais sair pra trabalhar, pois chegava e ela estava congelada no molhado... A veterinária indicou eutanásia. Disse que não tinha mais jeito. Rezei muito. Então conversei com um médico naturalista e ele indicou autohemoterapia. Consiste em tirar o sangue do próprio animal e reaplicá-lo no músculo. No caso da minha, ele indicou 5ml de 5 em 5 dias. Foi o maior milagre que já presenciei. Na primeira aplicação, ela já começou a melhorar e após a segunda, começou a se movimentar pela casa sozinha, em 15 dias voltou a andar,quando vimos eu e meu filho não sabíamos se ríamos ou chorávamos e hoje 2 anos depois só tem como sequela, um tique de balançar a cabeça, que deixa ela ainda mais charmosa (está ali no sofá no colo do meu filho tirando um cochilo...)!!! Continuei a autohemo por quase um ano, daí fazendo semanalmente... A autohemo também curou meu pai que quase não andava mais e hoje ajuda na construção de casas... A indústria farmacêutica fez campanha contra pois é inadimissível assumir que a cura está (literalmente) dentro da gente e que podemos dispensar a maioria dos medicamentos... Mas vale a pena se informar e conhecer sobre esse processo, pois ele aumenta a resistência do organismo,ou seja, é tudo que o cãozinho precisa para se curar. A única coisa que dei junto foi o citoneurin que e que depois foi substituído por um remédio natural chinês que agora não lembro o nome. Mas fica aqui meu depoimento: CINOMOSE TEM CURA SIM.
P.S.: E se for mesmo a hora de eles irem, devemos com o mesmo amor entregá-los à "vontade maior" que tudo sabe. Na verdade somos parte de um TODO e toda separação é transitória... Beijos

Anúncios

Ações

Information




%d blogueiros gostam disto: